Viceja

Ocorre daqui a alguns dias na UFRGS o IV Workshop de Filosofia e Ensino. Dadas as atuais circunstâncias brasileiras, nas quais se ameaça tanto, inclusa a vida de nossa atividade como disciplina obrigatória nas escolas – e mesmo a realização plenamente adequada de eventos como este, dada a escassez de recursos – o tema deste ano é “Qual Filosofia? Qual Ensino Médio?”.

No ano que vem completam-se 10 anos de nossa inserção como disciplina obrigatória nos currículos do ensino médio brasileiro, e nesta década muitas coisas importantes foram feitas para discutir e aprimorar o ensino de filosofia no Brasil – fortalecimento do GT da ANPOF Filosofar e Ensinar a Filosofar (que este ano realiza a quarta edição de seu encontro), desenvolvimento das Olimpíadas de Filosofia em diversos estados, criação da ANPOF/Ensino Médio, criação do PROF-Filo, realização de diversas atividades e encontros relacionados aos PIBID Filosofia (acaba de ocorrer o III Encontro, em Natal). Isso sem falar nos frutos da árvore editorial, e os da preparação para exames de ingresso etc..

O evento da UFRGS, cuja programação completa pode ser acessada aqui, é uma tentativa de mostrar a importância de conversas sobre nós, professores de filosofia, e nossas relações curriculares na e com a escola.

 

UFRGS/Campus do Vale – Porto Alegre/Brasil

Anúncios

Destaques da programação da ANPOF-Ensino Médio

Ocorre na cidade de Aracaju, entre os dias 17 e 21 e outubro, o XVII Encontro Nacional da ANPOF.

Pela terceira vez ocorrerá, ao mesmo tempo, a ANPOF do Ensino Médio. (Vale notar também foram publicados dois textos sobre ensino de filosofia na Coluna ANPOF: de João Vergílio Cuter e de Eduardo Barra. Vale a leitura crítica, que eventualmente tentarei publicar.)

A ANPOF-EM tem diversas atividades.

Uma delas está associada às Conferências da ANPOF, e ocorrerá na tarde de quarta-feira, às 14: O Ensino de Filosofia no Ensino Médio, com os professores Edgar Lyra Neto (PUC-Rio), Edmilson Paschoal (UFPR), Telma Birchal (Unicamp) e Marcelo Guimarães (UNIRIO). Creio que todos os interessados na polêmica MP do EM devem ficar atentos a esta conferência.

Ofereceremos cinco Minicursos (orientações para inscrições, que vão só até amanhã, 15/10, podem ser acessadas aqui):

Filosofia, do ensino à ensinagem (Junot Cornélio Mattos/UFE)

A Potência Interdisciplinar da Lógica no Ensino Médio (Gisele Secco/UFRGS e Nastassja Pugliese/UGA)

A leitura de textos filosóficos no Ensino Médio (Marta Alencar/EA[USP)

Perspectivas Africanas para o ensino de filosofia (Wanderson do Nascimento/UNB)

Michel Foucault: História do Pensamento Filosófico x História da Filosofia (Ernani Chaves/UFPA)

As Comunicações de professores do ensino médio, sobre os temas currículo, recursos didáticos, formação de professores e tema livre, ocorrem na terça-feira, dia 18, das 10:30 às 18:30.

O Simpósio da ANPOF-EM, intitulado Ensino de Filosofia e Pesquisa: possibilidades no Ensino Médio, ocorrerá na quinta-feira às 16h, e nele falarão Edgar Lyra Neto (PUC-Rio), Gisele Secco (UFRGS) e Ronai Pires da Rocha (UFSM).

Abaixo um cartaz com os títulos das comunicações.

programacao-final

Mais detalhes, incluindo-se os locais das apresentações e a programação do GT Filosofar e Ensinar a Filosofar, encontram-se na programação completa do encontro da ANPOF.

 

P.S.: Infelizmente não tenho podido, por falta de tempo e esperança, dar sequência à recolha de informações sobre o andamento das discussões acerca da reforma do ensino médio, aquela que está sendo imposta sem diálogo com os membros da sociedade mais capazes de pensar em soluções para os problemas que estão mais do que caindo de maduros, apodrecendo a relação dos jovens com a escola – como por exemplo, aquele sobre o qual quase não se escuta falar: que tal pagar melhor os professores? Deixo aqui o link para a entrevista do Ministro da Educação ao programa Roda Viva. Eu mesma não assisti mas pelo naipe dos entrevistadores, consigo imaginar como foi.

P.S2.: Esperanças podem ser reascendidas, mostrando que a relação entre jovens e escolas não está tão apodrecida assim, por causa disso.